Top Ad unit 728 × 90

Últimas publicações

recent

A teoria do Padre Kramer



Padre Paul Kramer é um conhecido sacerdote promotor das mensagens de Nossa Senhora de Fátima, autor do livro “O Derradeiro Combate do Demônio”. Padre Kramer declarou, em 28 de novembro, que «a heresia de Bergoglio no n. 247 [da Evangelii Gaudium] é um caso tão claro e manifesto de heresia pública, expressada em termos acentuadamente inequívocos, que se pode dizer sem dúvida que se esta proposição do n. 247 não é manifestamente herética, então de nada se pode dizer que o seja. É moralmente impossível que alguém que manifestamente mostra tal desprezo claramente expressado a um dogma definido de fé, negando-o claramente, possa crer-se que leva validamente o cargo de Romano Pontífice». A tradução da declaração pode ser lida na íntegra aqui.

Hoje, dia 3 de dezembro, o site italiano Radio Spada publicou uma breve entrevista concedida pelo Pe. Kramer, que traduzimos na íntegra a seguir.

*    *    *

Radio Spada, 3 de dezembro de 2013
Tradução: Carlos Wolkartt – Renitencia.com

1) Segundo o senhor, quando a Sé está vacante, o que um bom cristão deve fazer?

Segundo meu juízo, a Sé não está ocupada por Bergoglio, mas não está propriamente vacante. Segundo informações que recebi, a renúncia do Papa Bento XVI foi forçada e, portanto, inválida. Bento XVI, na minha opinião – e com base nas informações que eu tenho, ndr – ainda é o Papa.

2) Em alguns círculos, acredita-se que a Sé está vaga desde João XXIII; por que para o senhor a vacância começa agora?

No passado, outros Papas expressaram posições heréticas. Isso por si só não faz de ninguém um apóstata. A heresia material não leva à excomunhão «latae sententiae». Bergoglio recebeu formação dos Jesuítas antes de ser ordenado sacerdote. Ele sabe muito bem que a Igreja declarou a revogação da Aliança com os Hebreus, e sabe que o Concílio Vaticano I declarou que estas proposições dogmáticas são «irreformáveis em si»; todavia, ele expressou o seu desprezo pelo pronunciamento infalível do supremo Magistério por meio da violação explícita de um dogma expressamente pronunciado. Nenhum outro Papa, pelo que temos conhecimento, jamais fez isso antes.

3) Qual a relação que o senhor tem agora com o seu Bispo?

Estou aposentado. Nunca tive qualquer problema com o meu Bispo e nem com qualquer outro superior eclesiástico.

4) O senhor considera que as missas celebradas daqui em diante são inválidas, uma vez que «una cum Bergoglio» que, para o senhor, não é Papa?

Segundo o Concílio de Trento, «materia et forma sacramenti essentia efficitur». As palavras «una cum Bergoglio» – no «te igitur», ndr – não tocam a matéria ou a forma e, portanto, não têm nenhum efeito sobre a validade da Missa.

5) Como seria possível, para o senhor, restaurar a plena e legítima jurisdição da Sé?

Antes de tudo, os fiéis católicos e o clero devem ser informados que Bento XVI ainda é o Papa, não Bergoglio. Depois dessa escandalosa explosão de heresia (literalmente «explosão herética» – orig. «heretical outburst»), nenhum católico pode mais ter fé neste senhor Bergoglio como se fosse o supremo Pastor de suas almas. Deve ser forçado a renunciar. Se isso não acontecer, a Divina Providência conduzirá a crise a uma solução, de modo que possa ser eleito um sucessor digno para o Papa Bento XVI quando ele (Bergoglio) deixar este mundo ou decidir livremente demitir-se, sem ameaças ou coerções de qualquer tipo.
A teoria do Padre Kramer Reviewed by Renitência on quarta-feira, dezembro 04, 2013 Rating: 5
Todos os direitos reservados — Renitência © 2013—2018
Hospedado no Blogger. Desenvolvido por Sweetheme.

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.