Top Ad unit 728 × 90

Últimas publicações

recent

Hans Küng está entusiasmado com a Evangelii Gaudium


Hans Küng, ultra-heterodoxo e "fã" de Francisco.

Tradición Digital, 2 de dezembro de 2013
Tradução: Carlos Wolkartt – Renitencia.com

Esta semana, The Tablet, o jornal católico-liberal de maior circulação no Reino Unido, proporcionou outra plataforma midiática ao arquiprogressista Hans Küng (veja aqui). O católico dissidente por excelência aproveitou sua oportunidade para pôr o Papa Francisco nas nuvens, enquanto criticava duramente o prefeito da congregação para a doutrina da fé, Gerhard Ludwig Müller.

Segundo Küng, a exortação apostólica Evangelii Gaudium de Francisco será recebida com aprovação unânime, inclusive fora da Igreja, e se houver críticas será por causa da sua reiterada condenação do aborto e por manter a proibição da comunhão aos divorciados em segunda união conjugal. Deve-se destacar a premissa que Küng assume: se os hereges, ateus, judeus e muçulmanos aplaudem o Papa, significa que tudo está em um bom caminho, enquanto que qualquer crítica recebida de fora da Igreja implica que algo não está bom. É a falsa tolerância em voga em nossos dias, cujo único dogma é não ofender a nada (exceto aos malvados tradicionalistas, é claro).

Küng estabelece uma dicotomia interessante para explicar por que Francisco não avança tão rápido como querem os liberais. Quem está retardando a “reforma” da Igreja, na imaginação de Küng, é Müller, o representante do “dogmatismo”. A este prelado, que na realidade é outro modernista disfarçado de conservador, Küng dedica as seguintes “pérolas” dialéticas:

– Em uma extensa contribuição ao L'Osservatore Romano (23 de outubro de 2013), Müller demonstra sua postura ultraconservadora (!) ao insistir em excluir dos sacramentos os divorciados em segunda união conjugal, os quais, a não ser que vivam juntos como irmãos (!), estão em um estado de pecado mortal, devido à natureza sexual de sua relação.

[nota da tradução: no artigo “Müller fecha e Marx reabre. A porta giratória do papa Bergoglio”, publicado na íntegra em português aqui no Renitência, Sandro Magister diz que Müller relembrou os “pontos imutáveis sobre a comunhão a católicos divorciados e recasados” no L'Osservatore Romano “por ordem do Papa Francisco”].

– O Papa quer avançar; o prefeito da congregação para a doutrina da fé põe o freio.

– O papa pensa na gente; o prefeito pensa, sobretudo, na doutrina católica tradicional. (Não seria esse o seu trabalho?).

– O papa quer que o próximo sínodo dos bispos sobre a família, em outubro de 2014, encontre soluções práticas baseadas nas opiniões dos laicos; o prefeito tira de argumentos dogmáticos para manter o estado quo inmisericorde.

Todos esses disparates produziriam risos se não fosse pelo fato de as torpezas teológicas de Küng agora gozarem de uma magnífica força entre a hierarquia da Igreja. Mas essa dicotomia Francisco-Müller é difícil de engolir. Bem se poderia pensar que não era outra coisa que a estratégia de policial-bom/policial-mau. É um velho truque; dois bandidos adotam papéis aparentemente contrários, mas na realidade perseguem o mesmo objetivo: roubar a carteira de sua vítima. Ocorre algo similar na política com a esquerda e a falsa direita. Os da esquerda insultam e criticam os do outro lado, fingindo ter diferenças ideológicas irreconciliáveis, quando na realidade são o mesmo produto com etiquetas distintas. Os cidadãos que fogem horrorizados da esquerda creem encontrar refúgio na falsa direita, que continua com as mesmas políticas de antes, mas com outra máscara.

Contudo, a experiência do desastre pós-conciliar serviu para alguma coisa: não merece confiança nem o policial-bom, nem o policial-mau. E Küng, então... melhor nem falar. E ao fim e ao cabo... por seus frutos estamos conhecendo a todos...
Hans Küng está entusiasmado com a Evangelii Gaudium Reviewed by Renitência on quarta-feira, dezembro 04, 2013 Rating: 5
Todos os direitos reservados — Renitência © 2013—2018
Hospedado no Blogger. Desenvolvido por Sweetheme.

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.