Top Ad unit 728 × 90

Últimas publicações

recent

Jesuítas dos Estados Unidos: Francisco, o Papa da colegialidade

Tradução: Carlos Wolkartt – Renitencia.com

Segundo o editorial do último número do semanário dos jesuítas “America”, «a primeira renúncia ao pontificado em quase 600 anos» foi «um grande gesto de humildade de Bento XVI» e, ao mesmo tempo, constitui «uma decisão que traz consequências para o papado» (Editorials, “A Collegial Church”, in “America. The National Rewiew”, January 6-13, 2014).

A revista, notoriamente de tendência “liberal”, desde 2012 liderada pelo padre Matt Malone S.J., vê em seguida com grande expectativa o «amplo programa de renovação e reforma que afeta todos os níveis de autoridade eclesial» exposto pelo pontífice na Evangelii Gaudium.

«Papa Francisco – continua o editorial de “America magazine” – demonstrou o seu estilo colegial desde o primeiro momento do seu pontificado. Falando da varanda da Basílica de São Pedro em 13 de março de 2013, referiu-se a si mesmo, por cinco vezes, como “Bispo” em vez de invocar títulos como “Papa” ou “Sumo Pontífice”, e pediu ao povo reunido que o abençoasse e rezasse por ele».

Recordando, em seguida, o número 32 da exortação apostólica, em que Bergoglio disse sentir-se «chamado a viver aquilo que pede aos outros», pensando depois numa «conversão do papado», o órgão da Companhia de Jesus nos Estados Unidos considera apenas «elemento essencial desta conversão» a «renovada ênfase dada sobre a colegialidade, a colaboração e a liderança compartilhada com os bispos no governo da Igreja». Um espírito colegial, «demonstrado e praticado na exortação, na qual as conferências episcopais de todo o mundo constituem o mais importante ponto de referimento. Papa Francisco cita dez conferências ao todo, e a lista é digna de nota devido à sua diversidade geográfica: África, Ásia, Estados Unidos, França, Oceania, América Latina, Brasil [1], Filipinas, Congo e Índia».

Até agora, o espirito de colegialidade episcopal, que sempre atraiu o Papa, ancorando-o firmemente à constituição dogmática Lumen Gentium sobre a Igreja do Concílio Vaticano II (em particular os números 22-25), foi expresso na prática com a instituição, em 13 de abril de 2013, do “Conselho dos cardeais” chamado a ajudar Francisco no estudo de um projeto de revisão da constituição apostólica Pastor Bonus sobre a Cúria romana. Para além das expectativas dos “conciliaristas”, trata-se de um grupo de prelados que o Santo Padre utiliza exclusivamente para fins consultivos, singular ou coletivamente, sobre questões particulares. Não é, portanto, afetado de forma alguma o “primado petrino”, como o próprio papa Francisco deixou claro no quirógrafo, datado de 28 de setembro de 2013, que estabelece o novo órgão colegial. Neste documento, o papa escreve: «O mencionado Conselho, que em relação ao número dos componentes configurarei do modo que resultar mais adequado, será uma ulterior expressão da comunhão episcopal e do auxílio ao munus petrinum que o Episcopado espalhado pelo mundo pode oferecer».

*    *    *

Nota da tradução

[1] Ao mencionar o Brasil na exortação, o Papa cita um documento da CNBB intitulado “Exigências evangélicas e éticas de superação da miséria e da fome”, de abril de 2002, com o seguinte trecho: «Desejamos assumir, a cada dia, as alegrias e esperanças, as angústias e tristezas do povo brasileiro, especialmente das populações das periferias urbanas e das zonas rurais – sem terra, sem teto, sem pão, sem saúde – lesadas em seus direitos. Vendo a sua miséria, ouvindo os seus clamores e conhecendo o seu sofrimento, escandaliza-nos o fato de saber que existe alimento suficiente para todos e que a fome se deve à má repartição dos bens e da renda. O problema se agrava com a prática generalizada do desperdício» (n. 191).
Jesuítas dos Estados Unidos: Francisco, o Papa da colegialidade Reviewed by Renitência on segunda-feira, janeiro 06, 2014 Rating: 5
Todos os direitos reservados — Renitência © 2013—2018
Hospedado no Blogger. Desenvolvido por Sweetheme.

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.