Top Ad unit 728 × 90

Últimas publicações

recent

Ainda sobre os coelhos de Francisco


Editorial | Renitência.com 

22 de janeiro de 2015 — Andam dizendo agora que o Papa não se precipitou ao falar dos coelhos. Porém, o que ele disse está registrado e não se pode mudar. Essa, aliás, é uma das conseqüências que se tem que agüentar quando Francisco insiste em falar de improviso, soltando aos sete ventos aquilo que vem à sua cabeça. Na coletiva de imprensa durante o vôo de regresso de Manila, ele disse:

Perdoem-me, mas há alguns que acreditam que para sermos bons católicos devemos ser como coelhos, não? Não.

Essa afirmação dá margem a uma dupla interpretação, e por isso mesmo não devia ter sido dita por um Pontífice. Não é culpa da imprensa, ou de qualquer um que tenha interpretado esta declaração a seu modo. O culpado é o Santo Padre, que deu origem a toda essa baderna.

E o simples fato de que essas palavras tenham gerado tanta confusão já é um sinal muito claro de que elas não foram oportunas. E por que dois dias depois o Papa falou com convicção sobre as famílias numerosas, dando a entender que elas são uma bênção de Deus? Para abafar ou tentar reverter o que foi dito? Ou simplesmente para esclarecer o que ele queria dizer de fato? Qualquer que seja o motivo, é mais um sinal de que aquelas palavras não deviam ter sido ditas.

Abaixo compartilhamos o vídeo da coletiva de imprensa na íntegra. As palavras pertinentes à questão são proferidas a partir dos 47min32s.

Ainda sobre os coelhos de Francisco Reviewed by Editor on quinta-feira, janeiro 22, 2015 Rating: 5
Todos os direitos reservados — Renitência © 2013—2018
Hospedado no Blogger. Desenvolvido por Sweetheme.

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.