Renitência

Últimas publicações

recent

Vaticano doa 100 mil euros ao Museu de Auschwitz

A Fundação Auschwitz-Birkenau é a responsável pela administração do Museu do maior campo de concentração alemão, ao sul da Polônia.


Vatican Insider, 29 de setembro de 2014
Tradução: Carlos Wolkartt – Renitencia.com

O papa Francisco doou 100 mil euros à Fundação Auschwitz-Birkenau, responsável pela administração do maior campo de concentração alemão, que se encontra em Oswiecim, ao sul da Polônia. Segundo o diretor do Museu, Piotr M. A. Cywiński, o apoio da Santa Sé é «um sinal importante», porque reconhece «o papel fundamental da memória para o homem contemporâneo».

«A soma não é grande, porque nossas possibilidades são limitadas, mas com ela queremos expressar nosso absoluto apoio ao projeto realizado pela Fundação», escreveu o Secretário de Estado, cardeal Pietro Parolin, na carta que acompanha a doação.

O Vaticano é o trigésimo primeiro país a contribuir para o fundo perpétuo de 120 milhões de euros que a Fundação Auschwitz-Birkenau criou com a finalidade de resolver o problema dos custos de manutenção do Museu. Entre os países doadores se destaca a Alemanha, que doou a quantidade mais elevada (60 milhões de euros), seguida por Estados Unidos e Polônia. Na lista, publicada pelo Museu, a Itália não está mencionada.

Auschwitz-Birkenau, símbolo do Holocausto, foi o maior campo de concentração nazista, no qual foram assassinados mais de um milhão de prisioneiros, sobretudo judeus.

O papa Francisco, na recente viagem à Terra Santa, reuniu-se com um grupo de sobreviventes dos campos de concentração no Memorial Yad Vashem de Jerusalém. Na ocasião, realizou um gesto inédito ao beijar as mãos de cada um deles.


Seus predecessores, João Paulo II (em 7 de junho de 1979) e Bento XVI (em 28 de maio de 2006) — em ambos os casos, pouco mais de um ano depois de haverem sido eleitos ao trono pontifício —, também visitaram o campo de concentração. Karol Wojtyla, antes de se tornar papa, visitou Oswiecim (Auschwitz, em alemão), a 70 quilômetros de sua Cracóvia, em várias ocasiões.

A visita do papa Ratzinger permanecerá impressa na memória pelas fortes palavras que pronunciou: «Onde estava Deus naqueles dias? Por que Ele silenciou? Como pôde tolerar este excesso de destruição, este triunfo do mal?».
Vaticano doa 100 mil euros ao Museu de Auschwitz Reviewed by Editor on terça-feira, setembro 30, 2014 Rating: 5
Todos os direitos reservados — Renitência © 2013—2018
Hospedado no Blogger. Desenvolvido por Sweetheme.

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.