Renitência

Últimas publicações

recent

Evo Morales transforma apostolado em crime na Bolívia


InfoCatólica, 09 de janeiro de 2018
Tradução: Carlos Wolkartt – Renitencia.com

O governo de Evo Morales inventou uma nova figura penal: o "apostolado criminoso", com o qual poderá prender bispos e sacerdotes católicos, assim como pastores protestantes, por acusação de proselitismo. Tal proselitismo religioso é equiparado com o recrutamento para conflitos armados.

O artigo 88.11 do novo Código Penal diz, literalmente:

"Será sancionada com prisão de sete (7) a doze (12) anos e reparação econômica qualquer pessoa que, por si ou por terceiros, aborde, transporte, translade, prive de liberdade, acolha ou receba pessoas com o objetivo de recrutar pessoas para sua participação em conflitos armados ou em organizações religiosas ou de culto".

O artigo poderá ser utilizado para impedir a pregação do evangelho, além da prática de qualquer outro ato religioso, com fins ditos proselitistas. [Podemos considerar, inclusive, de forma estrita, que uma paróquia é uma "organização religiosa", de modo que os sacerdotes terão que passar a agir com mais cautela e precaução.]

Em teoria, tal artigo vai contra a Constituição boliviana, que em seu artigo quarto diz o seguinte:

"O Estado respeita e garante a liberdade de religião e de crenças espirituais, de acordo com suas cosmovisões. O Estado é independente da religião."

[Mas, não se engane: na Bolívia, só se faz o que o ditador quer.]
Evo Morales transforma apostolado em crime na Bolívia Reviewed by Editor on sábado, janeiro 13, 2018 Rating: 5
Todos os direitos reservados — Renitência © 2013—2018
Hospedado no Blogger. Desenvolvido por Sweetheme.

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.